A Bela e a Fera



No ano de 1810 um naufrágio leva à falência um comerciante (André Dussollier), pai de três filhos e três filhas. A família se muda para o campo e Bela (Léa Seydoux), a filha mais jovem, parece ser a única entusiasmada com a vida rural. Certo dia o pai de Bela arranca uma rosa do jardim de um palácio encantado e acaba condenado à morte pelo dono do castelo, um monstro (Vincent Cassel). Para salvar a vida do pai, Bela vai viver com o estranho ser. Lá ela encontra uma vida cheia de luxo, magia e tristeza, e aos poucos descobre mais sobre o passado da Fera, que se sente cada vez mais atraída pela jovem moça.

 Quando eu vi que esse filme estava em cartaz no cinema da minha cidade, fiquei louca pra ver, mas só tinha cópia dublada e acabei desistindo.
Aproveitei que tive uma semana de folga na semana passada e resolvi assistir pela internet. Assim que achei o filme, veio a surpresa: o filme era em francês! Aí veio a dúvida: assisto ao original ou ao dublado? Decidi assistir ao legendado mesmo, com áudio original e quase desisti. Eu sempre reclamo dos filmes dublados, mas é porque eu não leio as legendas quando os filmes estão em inglês e demorei uns 10 minutos para me adaptar a fazer isso, mas depois foi bem tranquilo.
O filme conta a história de uma maneira diferente da versão da Disney, mas acho que a essência é a mesma. Achei a fotografia lindíssima e fiquei babando nos vestidos da Belle.




É um ótimo filme pra quem gosta de contos de fadas, recomendo!


Um comentário:

Comentários sobre o post são sempre bem-vindos, mas comentários do tipo "Legal, passa no meu blog" serão ignorados.
Nem sempre respondo os comentários aqui, mas se seu comentário foi sobre o post, com certeza irei responder no seu blog.