O Teorema Katherine

Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.

Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.
Eu amei esse livro! O personagem principal, Colin Singleton é um nerd que sabe muito sobre assuntos variados e sempre tem algo interessante a dizer sobre o que acontece à sua volta (apesar de nem todos acharem interessante), com isso, o livro fica cheio de notas de rodapé que explicam sobre vários assuntos: matemática, história, literatura...
Além disso, a história do livro é bem interessante e divertida e é contada de um modo bem leve fazendo com que a leitura seja fácil e prazerosa.
Leitura recomendada para quem quer se divertir e aprender um pouco mais sobre cultura geral.

3 comentários:

  1. Não conhecia esse do J. Green. Na vdd, nunca li nada dele, mas dizem que é bom. Conheço de nome o Cidades de papel e A culpa é das estrelas.

    ResponderExcluir
  2. OI Bianca, a minha filha leu esse livro e adorou!
    Uma ótima semana pra vocês
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe

    ResponderExcluir

Comentários sobre o post são sempre bem-vindos, mas comentários do tipo "Legal, passa no meu blog" serão ignorados.
Nem sempre respondo os comentários aqui, mas se seu comentário foi sobre o post, com certeza irei responder no seu blog.