Obsessão Infinita - Yayoi Kusama


Nesse último sábado, fui ao Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro para ver a exposição Obsessão Infinita, de Yayoi Kusama. Eu amei a exposição, toda colorida e interativa, mas também fiquei muito impressionada com a história de vida da artista.

Yayoi Kusama é considerada uma das maiores artistas pop japonesas. Tem uma história de vida incrível, cheia de altos e baixos, mas que nem de longe, ofusca sua bela arte contemporânea, conhecida como Polka Dot. Hoje, aos 84 anos, a artista continua a fazer suas artes.
Seu trabalho é uma mistura de diversas artes como, colagens, pinturas, esculturas, arte performática e instalações ambientais, onde é visível uma característica que se tornou a marca da artista: A obsessão por pontos e bolas.
Como ela mesma diz: "Minha arte é uma expressão da minha vida, sobretudo da minha doença mental, originário das alucinações que eu posso ver. Traduzo as alucinações e imagens obsessivas que me atormenta em esculturas e pinturas. Todos os meus trabalhos em pastel são os produtos da neurose obsessiva e, portanto, intrinsecamente ligado à minha doença. Eu crio peças, mesmo quando eu não vejo alucinações, no entanto.Com o tempo, passou a preencher pisos, paredes, telas, objetos e até pessoas com seus pontos." Em toda e qualquer arte de Yayoi, podemos “sentir” seu surrealismo misturadas a visões alucinatórias, porém de forma leve, alegre, colorido. Muitas pessoas que sofrem de doenças mentais como esquizofrenia e outras tantas doenças, podem possuir um talento indescritível em alguma área ou arte.

Sala de Espelhos Infinitos


Eu amei essa sala onde você pode interagir colando adesivos coloridos!


Pra quem se interessou, a exposição fica no Rio até o dia 20 de janeiro, no Centro Cultural Banco do Brasil. Depois ela vai para Brasília, de fevereiro a abril, no CCBB de Brasília. Ela chega em São Paulo no dia 21/05 e fica até o dia 24/07, no Instituto Tomie Ohtake

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários sobre o post são sempre bem-vindos, mas comentários do tipo "Legal, passa no meu blog" serão ignorados.
Nem sempre respondo os comentários aqui, mas se seu comentário foi sobre o post, com certeza irei responder no seu blog.